Apresentação do PowerPoint

Apresentação do PowerPoint

MELHORAMENTO GENTICO DE BOVINOS DE LEITE Prof. Ma. Cssia Regina de Avelar Gomes Introduo As vacas so criaturas capazes de produzir leite a partir de materiais inadequados alimentao humana.

O estabelecimento da lactao depende naturalmente da produo de um bezerro. Algumas fmeas nascidas, seno todas, sero mantidas como animais de reposio ou para expanso de rebanho. Quais delas sero boas vacas? Como sabemos se uma boa vaca vai transmitir suas caractersticas para a gerao seguinte?

Introduo Cada caractersticas , em parte, herdada dos pais, mas tambm influenciada por outros fatores. Por exemplo, uma vaca pode ter habilidade gentica para produo de leite; porm, sua produo ser reduzida em conseqncia de nutrio inadequada, parto complicado, perodo seco curto, mastite etc....

Portanto, a produo de leite influenciada pela constituio gentica do animal e por fatores ligados ao seu ambiente e manejo. Introduo Algumas caractersticas que identificam uma boa vaca so: alta produo de leite com alta porcentagem

de gordura, protena e lactose; longa vida produtiva; problemas reprodutivos mnimos; conformao que reduz a incidncia de mastite e doenas de casco; resistncia a doenas; converso alimentar eficiente. Introduo

A PL requer a ao de numerosos genes responsveis: . por aspectos especficos da sntese do leite (indiretamente); . pela formao do tecido secretor do bere na puberdade; . pelo suprimento sangneo do bere,; . pela capacidade da vaca digerir e metabolizar os alimentos, ... A sntese do leite requer suprimento adequado de nutrientes (M).

A funo bsica do M prover os fatores no genticos requeridos pelo animal, para o seu desenvolvimento e produo. Alguns efeitos do M podem ser temporrios e outros permanentes: . Temporrio- baixa PL devida nutrio deficiente; parto complicado ou perodo seco curto,.... Afetam, a produo da lactao atual. . Permanente- perda de um quarto de bere, em

conseqncia de mastite. Afetam toda a vida produtiva do Introduo A interao G-M adequada determina o desempenho dos animais. . A PL pode ser aumentada com melhor alimentao, melhor prtica de ordenha, melhor controle de doenas etc... O que significa melhor ?

. Significa combinar M com o G disponvel. Se uma vaca de alta produo transportada de uma regio temperada do mundo para uma regio tropical, a ausncia de fibras de alta digestibilidade e o estresse calrico certamente prejudicaro a sua expresso gentica para a produo de leite. O Melhoramento gentico para gado leiteiro deve ter como objetivo produzir uma vaca com um gentipo adequado e mxima PL em relao ao ambiente a que

ela ser submetida. Estes gentipos devem ser acasalados (combinados) de maneira a aumentar a freqncia dos genes favorveis a Caractersticas a serem selecionadas Produo de leite Caractersticas a serem

selecionadas Produo de gordura do leite Caractersticas a serem selecionadas Reproduo Caractersticas a serem selecionadas

Tipo e conformao Caractersticas a serem selecionadas Longevidade produtiva Correes e ajustes Idade da vaca

Correes e ajustes Durao da Lactao De 305 para 365 dias = * 1,70 De 365 para 305 dias = * 0,85 Correes e ajustes Nmero de ordenhas 2 ordenhas dirias

Correes e ajustes Teor de gordura no leite L4% = 0,4P + 0,15P x %G L4% = Leite corrigido a 4% P = produo de leite em peso (ou litros) G = Gordura do leite CORRELAO

Teor de protena no leite CORRELAO Correes e ajustes Durao do perodo seco Intervalo entre partos Caractersticas morfolgicas a

serem analisadas na seleo Aparncia geral Temperamento leiteiro CAPACIDADE DE TRANSFORMAR ALIMENTO EM LEITE Capacidade corporal Sistema mamrio

Caractersticas morfolgicas a serem analisadas na seleo Caractersticas morfolgicas a serem analisadas na seleo Caractersticas morfolgicas a serem analisadas na seleo Caractersticas morfolgicas a serem analisadas na seleo

Caractersticas morfolgicas a serem analisadas na seleo Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros O valor gentico de um animal pode ser calculado separadamente para cada caracterstica e depende de medidas tomadas no prprio, nos parentes e outros animais com eles relacionados. A determinao do valor gentico muito mais acurada

para touros com muitas filhas em diferentes rebanhos. O clculo do mrito gentico de vacas deficiente, pois elas, em geral, vivem dentro de um s rebanho e produzem um nmero limitado de filhas. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros Os efeitos do meio ambiente provocam um desvio na expresso do gentipo, que o touro imprime nas

filhas, fenotipicamente, positivo ou negativo, em relao a uma base gentica predeterminada. A base gentica um ponto de referncia usado para avaliar o mrito dos animais. O objetivo bsico do PTA o de ordenar os touros de acordo com o seu gentipo. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP)

- Sumrio de Touros - Um touro com um PTA de + 1.000 kg de leite no significa que suas filhas produziro 1.000 kg a mais do que as demais vacas do rebanho/raa. A interpretao correta a de que suas filhas produziro em mdia 1.000 kg a mais do que a mdia das filhas dos touros usados na base gentica. ACURCIA/CONFIABILIDADE (Reliability) a exatido

dos PTAs. Um touro precisa ter cerca de 50 filhas em 50 rebanhos (uma filha/rebanho) para ter 80% de Confiabilidade do PTA para PL. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros Um touro com um PTA acima de 90% apresenta pequenas variaes no futuro. PTA com 70% de Confiabilidade muda mais (touros Jovens).

A direo dessa mudana desconhecida, podendo melhorar, piorar ou permanecer inalterada. O uso desses touros representa risco e oportunidade. A Confiabilidade decide o nmero de doses de smen a serem utilizadas. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros Os valores do PTA tendem a mudar na medida em que

mais filhas so avaliadas. Quanto maior o nmero de filhas maior a confiana nos valores do PTA e ele tende a mudar menos, no futuro. Sumrios de touros: so publicaes peridicas (anuais) e atualizadas. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros -

Touro positivo/negativo. Por que? A Base Gentica, que o ponto de referncia para o clculo do PTA, atualizada de tempos em tempos. O processo gentico contnuo dos rebanhos implica em valores crescentes de produo. A alterao da base gentica no modifica o mrito dos touros, mas facilita a comparao entre eles.

Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros Por exemplo, em relao a uma base antiga, o PTA para produo de leite de dois touros pode ser + 3.680 kg e + 4.190 kg (510 kg de diferena). Se a base gentica for ajustada para 3.500 kg, o PTA dos mesmos touros se tornaria + 180 kg e + 690 kg, dois valores muito mais fceis de serem comprados. A diferena entre os animais continua a mesma, a

despeito da mudana da base gentica. Seleo:Capacidade de Transmisso Prevista PTA = Predicted Transmitting Ability - (DEP) - Sumrio de Touros importante salientar que uma base atualizada inclui animais de maior mrito gentico. Portanto, alguns animais com PTA positivo antes da mudana, podem se tornar negativos. No exemplo anterior, se a base gentica fosse ajustada

para 4.000 kg de leite, o PTA dos mesmos touros seria - 320 kg e + 190 kg (510 kg de diferena). O valor gentico do animal no muda, o que muda o ponto de referncia a partir do qual esse valor calculado. Seleo: Como proceder os acasalamentos Qualquer programa de acasalamento deve ser planejado para um longo perodo de tempo, pois o processo de mudana gentica lento.

Cada rebanho deve ser considerado como um conjunto de genes, tanto desejveis quanto indesejveis. O fluxo de genes para dentro do rebanho ocorre via introduo de animais e/ou de smen de fora deste. O fluxo de genes para fora do rebanho ocorre pelo descarte de vacas. A utilizao de smen de touros provados a ferramenta mais efetiva para o progresso gentico.

Seleo: Como proceder os acasalamentos O ganho gentico depender dos touros escolhidos e da intensidade de uso de cada um deles. Ao estabelecer a estratgia para um programa de acasalamento, o primeiro passo a definio do objetivo zootcnico. O objetivo zootcnico deve levar em conta situao particular de cada propriedade e visar a produo de animais com desempenho mximo em relao ao

ambiente ao qual sero submetidos. As caractersticas podem variar de acordo com a remunerao do leite, em cada regio, determinando acasalamentos para aumentar o volume total de leite ou para aumentar os slidos do leite. Seleo: Como proceder os acasalamentos As caractersticas de conformao devem visar a correo de defeitos existentes no rebanho para

caractersticas relacionadas a uma vida produtiva mais longa. O bere a caracterstica que tem a maior relao com longevidade a produtiva, especialmente a colocao de tetas, a profundidade e o ligamento do bere anterior. . vacas com profundidade de bere intermediria permanecem mais tempo no rebanho. . bere muito raso (prximo ao corpo) em geral

indica baixa produo . beres muito baixos so mais susceptveis a mastite e injrias. Seleo: Como proceder os acasalamentos As pernas, principalmente as traseiras devem ser consideradas. Eliminar animais que possuem ps com m conformao, problemas de fertilidade, mastite.

O tamanho do animal importante nas pistas de exposies, pois vacas altas e fortes tendem a receber pontuao final melhor. Seleo: Como proceder os acasalamentos Ao estabelecer o objetivo zootcnico, o programa de seleo no deve conter mais do que quatro ou cinco caractersticas. A tentativa de corrigir muitas caractersticas ao

mesmo tempo reduz consideravelmente a taxa de ganho gentico. Uma vez estabelecido o objetivo zootcnico e identificadas as caractersticas a serem melhoradas, o prximo passo a seleo de touros com base nos PTAs. Seleo: Nmero de touros a serem selecionados depende

1.Do tamanho do rebanho . Para cada 50 vacas selecione 3 a 4 touros provados. . Quanto maior o nmero de filhas de um mesmo touro provado, maiores sero as chances de realizar o seu valor gentico, isto , transferir o seu mrito gentico para as crias. 2.Da Confiabilidade do PTA . Touros jovens podem ter valores de PTA altos, porm a CONFIABILIDADE do mesmo baixa, uma vez que os

valores podem mudar na medida em que mais filhas forem includas na avaliao. . Touros jovens, a compra de smen deve se restringir a poucas doses e, ao contrrio dos touros provados, seu uso deve se limitar a poucas vacas por touro. Seleo: Nmero de touros a serem selecionados depende prefervel ter 10 filhas de 10 touros jovens diferentes em

um mesmo rebanho, do que 10 filhas de apenas um touro. Na medida em que a Confiabilidade do PTA aumenta, o uso do smen pode aumentar. Uma boa maneira de usar touro jovem indic-lo como segunda opo de acasalamento, no segundo servio. O conceito de acasalar, refere-se a selecionar os touros adequados de acordo com o objetivo zootcnico e, depois, determinar qual vaca deve ser acasalada com

cada touro. Seleo: Os acasalamentos devem considerar O programa de acasalamento deve ser revisto periodicamente, de acordo com as mudanas nas provas dos touros e das caractersticas do rebanho. O progresso gentico deve ser avaliado pela mdia de desempenho do rebanho. * A receita da venda do leite refere-se produo total da

propriedade e no de uma vaca em particular. * As instalaes e os funcionrios atendem ao rebanho inteiro e no a um animal especfco. Seleo: Os acasalamentos devem considerar *A relao custo-benefcio determinada, geneticamente falando, pelo mrito mdio de todo o rebanho. *Manejo eficiente ser mais proveitoso, quando aplicado a animais de mrito gentico superior.

*Um programa de melhoramento gentico acrescenta um componente de desafio ao produtor de gado leiteiro. *O criador de raas leiteiras especializadas dispe dos recursos necessrios ao melhoramento gentico, o sucesso depender da objetividade, da persistncia e... da sorte! Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE (Sembra/Select Sires)

Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico Meu negcio leite, no me preocupo com tipo. Vacas - beres bem implantados para agentar altas produes; aprumos (pernas e ps) bem dimensionados para proporcionar aos animais maior conforto na sua postura. Empresas de Inseminao Artificial - sistemas de acasalamento que maximizem ganhos genticos e produzam animais melhor estruturados (bons beres

e aprumos, mais produtivos e longevos). Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico Analisa 16 caractersticas primrias que recebem uma pontuao de 1 a 9, sendo os extremos 1 e 9. So consideradas caractersticas primrias, estatura, angulosidade, fora, profundidade corporal, ngulo de

garupa, largura de garupa, perna vista lateral, perna vista posterior, ngulo de casco, insero de bere anterior, altura de bere posterior, largura de bere posterior, suporte de bere, profundidade de bere, colocao de tetas e comprimento de tetas. Outras caractersticas avaliadas: quartela fraca, base de bere invertida, tetas posteriores colocadas muito para trs, articulao coxo-femural muito para trs, fotossensibilizao, etc.

Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico SMS da Select Sires, usado h cerca de 30 anos, nos USA, bateu inmeros recordes tanto para produo como para tipo. Como realizado este trabalho de acasalamento? 1. So avaliamos os animais da propriedade e cada

caractersticas pontuada de 1 a 9. 2. So coletadas informaes tais como o nome do pai, nmero de crias, estgio de lactao, data do ltimo parto, facilidade de ordenha, temperamento e outras julgadas importantes. Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico

3. Com as informaes do rebanho, so identificadas as necessidades e disponibilidades do produtor. O contato com o produtor ir permitir a obteno das informaes necessrias para rodar o programa no computador. Ex.: Uma propriedade em que no tivesse sido analisada, juntamente com o produtor, sua capacidade financeira, e o programa rodado sem restries. . Poderiam ser utilizados touros top com valor do

smen superior as possibilidades do produtor, comprometendo o trabalho. . O ganho gentico limitado pela herdabilidade, quanto maior for este coeficiente, maior ser o ganho por gerao. Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico

Coeficientes de herdabilidade para as caractersticas consideradas no programa: Estatura = 0,42; insero bere anterior = 0,29; angulosidade = 0,29; altura do bere posterior = 0,28; fora = 0,31; largura bere posterior = 0,23; profundidade corporal = 0,37; suporte do bere = 0,24; ngulo de garupa = 0,33; profundidade de bere = 0,28; largura de garupa = 0,26; colocao das tetas = 0,26; perna vista lateral = 0,21; comprimento tetas =

0,26; perna vista posterior = 0,11; ngulo de casco = 0,15. Seleo: Um Sistema de acasalamentos SELECT MATING SERVICE Um proveitoso Servio de Acasalamento Gentico No Brasil, este programa existe desde Agosto de 1993. Anualmente vem crescendo o nmero de propriedades e de vacas acasaladas.

Para se obter xito em um programa dessa natureza necessria a sua continuidade (caractersticas de baixa herdabilidade, melhoram paulatinamente a cada gerao). O SMS evita que ocorram acasalamentos endogmicos e genes recessivos indesejveis, muitas vezes letais (BLAD - Deficincia de Aderncia nos Leuccitos dos Bovinos e CVM - Malformao da Coluna Vertebral). Novilhas podem ser acasaladas com base no pedigree,

sem uma avaliao fsica. Cruzamento em gado leiteiro O objetivo primeiro do melhoramento gentico, em gado leiteiro, aumentar a eficincia da produo de leite. O cruzamento uma alternativa para alcanar esse objetivo. Fcil acesso ao material gentico e a padronizao das

avaliaes genticas. Clima rigoroso para raas especializadas (vero). Preos dos alimentos variveis, afetam o desempenho produtivo, reprodutivo e a sade dos animais. O volume de slidos do leite cada vez mais importante (pagamento por qualidade). O cruzamento uma alternativa para melhorar a composio do leite, sade e fertilidade das vacas leiteiras (vigor hbrido).

Os produtores tm preferido raas puras, o que limita a aceitao de cruzamentos nos rebanhos leiteiros. Cruzamento em gado leiteiro O vigor hbrido a diferena entre a mdia dos pais (raas puras), e a da F1. . depende das diferenas na freqncia gnica entre as populaes parentais. . a heterose ser mxima quanto maior for a diferena

gentica entre as raas parentais. . diferentes valores de heterose sero obtidos ao cruzar a raa Holandesa com a Jersey ou a Pardo Suo. Cruzamento em gado leiteiro Tabela 1. Pontos para a sobrevivncia dos bezerros. (Adaptado de Caraviello).

1= pobre; 5= excelente Cruzamento em gado leiteiro Tabela 2. Pontos para facilidade ao parto (Adaptado de Caraviello). 1= muitos problemas; 5 = poucos problemas

Cruzamento em gado leiteiro Tabela 3. Pontos para fertilidades das vacas (Adaptado de Caraviello). 1= fertilidade pobre; 5= excelente fertilidade Cruzamento em gado leiteiro

Diferentes esquemas de cruzamento podem ser realizados para produzir animais hbridos. O sistema rotacional de duas ou mais raas um dos mais viveis (Figura 2).

Figura 2. Esquema de cruzamento, rotao de duas raas. Fonte: Adaptado de Caraviello. Cruzamento em gado leiteiro Produtos de cruzamentos podem ser superiores a uma

ou mesmo as das raas ou linhas parentais para alguma caracterstica considerada isoladamente. Todavia sero mais rentveis quando for considerado todos os caracteres de forma conjunta, bem como a produtividade ao longo da vida. Caractersticas mais beneficiadas: facilidade ao parto, fertilidade, composio do leite, longevidade e vitalidade do bezerro. Desvantagens: desuniformidade nos produtos do

cruzamento, dificuldade de fazer acasalamentos para a prxima gerao e reduo do volume de leite produzido. RuAnn Marshall BESTCO Excelente 90 Pontos - ALTSSIMO PRODUTOR DE LEITE E SLIDOS. Combina o leite da Marshall-Bellwood Sua me RuAnn Amel BESSIE Excelente 90 Pontos com 36.000 Libras no seu primeiro parto.

Sua av RuAnn Blackstar BIT produz no seu segundo parto mais de 42.000 Libras de leite. Leite + 2.316 Libras. Gordura: +57 Protena: +62 Tipo: 1,68 bere: 1,71 Patas :1,38 FACILIDADE DE PARTO E ALTSSIMA FERTILIDADE Recomendaes:

- Ideal para refinar suas vacas. - Aportar ao seu rodeio muito leite e slidos. - Touro corretor de beres e patas. RuAnn HI-Metro PACSTAR Pedigree com a qualidade da Hi-Metro Excelente 96 Pontos e a vaca RuAnn Pamela de grande LONGEVIDADE e altos ndices de leite Touro de 2,31 em tipo.

Recomendaes: - Usar em vacas que necessitassem melhorias nas caratersticas do leite. - Em vacas com grupas niveladas. - No usar em bezerros pela sua facilidade de parto no confirmada. Touro muito usado hoje na Califrnia, sua me Excelente 90, sua av RuAnn Mark PAMELA Excelente 91, sua bisav Excelente 91, sua tatarav Excelente 90, o semelhante surge do semelhante... RuAnn Morty AGSTAR

Touro que combina o MORTY com o STORM, continuando com o Blackstar-Chief Mark-Tony-JewelBootmaker. Mais de 7 geraes de mes Excelentes e beres Excelentes. Tipo: 2,30 e 2,15 em beres, com quase 2 pontos em patas. Recomendaes: - S em vacas (no bezerros). - Em vacas de isquiones nivelados. - Em vacas mais dbeis e de patas ruins. - Ideal para aumentar leite e slidos. Atualmente muito usada no mundo inteiro a combinao do Morty com o Storm.

Recently Viewed Presentations

  • CH10. Cerebral hemispheres and vascular supply

    CH10. Cerebral hemispheres and vascular supply

    The brachiocephalic artery arises from the aorta and gives off the R subclavian and R common carotid artery. The left common carotid artery arises directly from the aorta. At the carotid bifurcation, the common carotid artery splits forming the external...
  • Countries that have joined the Convention as of

    Countries that have joined the Convention as of

    Countries that have joined the Convention as of October 2006 CWLA 2007 * * * CWLA 2007 Moving Forward Together: An Update on Implementation of Hague Convention & Highlights of the Accreditation/Approval Process Jayne Schmidt Council on Accreditation Overview An...
  • Chemical Bonding Michael Morse, University of Utah morse@chem ...

    Chemical Bonding Michael Morse, University of Utah [email protected] ...

    Arrhenius Acids and Bases: Svante Arrhenius (1859-1927) 1903 Nobel Prize in chemistry for the electrolytic theory of dissociation. An acid is a substance that releases an H+ ion when dissolved in water.
  • Chapter 10: Chi-Square Tests and the F-Distribution

    Chapter 10: Chi-Square Tests and the F-Distribution

    Chapter 10 Chi-Square Tests and the F-Distribution ... The Chi-Square Goodness-of-Fit Test If the conditions listed above are satisfied, then the sampling distribution for the goodness-of-fit test is approximated by a chi-square distribution with k - 1 degrees of freedom,...
  • Anatomy / Physiology Topics

    Anatomy / Physiology Topics

    Define and compare the four main stages of food processing. Define a cardiac cycle and distinguish between systole and diastole. Distinguish between humoral immunity and cell-mediated immunity. Distinguish between regulators and conformers.
  • Infection Control and Prevention What is a Bloodborne

    Infection Control and Prevention What is a Bloodborne

    Phlebotomy Procedures. Phlebotomy procedures are performed in a dedicated area, if possible. If the procedure has to be done elsewhere (e.g., exam room, chemotherapy suite), do not bring common trays of supplies for phlebotomy or intravenous device access to the...
  • DFARS Cybersecurity Compliance Adam Austin, MSIA, CISM, Sec+

    DFARS Cybersecurity Compliance Adam Austin, MSIA, CISM, Sec+

    DoD Supply Chain Risk. DoD has (correctly) determined its supply chain is a source of unacceptable risk. Many of the notorious breaches of late were a result of a compromised contractor
  • platinum.ohiolink.edu

    platinum.ohiolink.edu

    Analysis of Collection Use in the OhioLINK Library Consortium Julia A. Gammon, University of Akron Anne T. Gilliland, OhioLINK Edward T. O'Neill, OCLC In the beginning…. Ohios