Transcription

Apostila de ViolãoIvan Britz2014 – 3ª Edição

1 – O VIOLÃO E SUAS PARTES1 - CONHECENDO O VIOLÃO:Casas: espaçoentre os trastesO violão é um instrumento de cordas dedilhadas. Ou seja, quando passamosnossos dedos pelas cordas, elas emitem um som que viaja de dentro da caixapara fora. O som de cada corda muda de acordo com a casa que apertamos com odedo e com a tensão nas tarrachas.

Cada casa do violão corresponde a uma nota musical, inclusive ascordas soltas. As letras acima são chamadas de CIFRAS e representamestas notas . Seguindo o alfabeto, temos:

2 – POSTURA E DIGITAÇÃOPodemos apoiar a parte abauladado violão na nossa perna direita,mantendo-o firme entre nossobraço direito e o corpo.Relaxe o antebraço sobre a partesuperior da caixa e apoie o corpodo violão em seu torso. Podemosapoiar o violão na perna esquerdacomo na figura acimaDe qualquer forma, o violão precisa de trêsapoios: a perna, seu braço de preferência eseu corpo. O braço oposto deve ficar livrepara se movimentar pelas casas mantendo ocotovelo para baixo e sem apoio.Tocar violão pode ser cansativo entãomantenha a coluna ereta ou apoiada e tentetocar sempre da forma mais relaxada possível.

Acima podemos ver de perto as posições mais adequadas para nossas mãos ao tocar.A mão direita se posiciona como uma garra sobre as cordas formando um triângulo entre opolegar e os demais dedos. Devemos relaxar o pulso, porém manter certa rigidez de apoiono polegar. Se usarmos palheta, devemos nos posicionar da mesma forma, com o antebraçorelaxado sobre o violão mantendo rigidez no indicador e polegar.Nossa mão esquerda deve se manter na transversal em relação ao braço. O polegardescansa atrás de forma dar espaço entre a palma da mão e o instrumento. Os dedosincidem de forma vertical sobre as cordas, encostando somente a ponta. Ao dobrar asfalanges (as pontas dos dedos) arriscamos apertar cordas que não desejamos.

3 – ESCALAS ETÉCNICASAlém de acompanhar melodias, o violão também é capaz de produzi-las. Como asfrases e palavras, melodias são feitas de notas, intensidade, fluência e ritmo. Namusica ocidental, uma das formas de estudarmos a melodia é utilizando padrõesde escalas, passando pelas notas por ordem de registro. Abaixo estão alguns dosblocos que constroem o tipo de música que nos é mais familiar. Estude estespadrões sem exagero e tente sempre cantá-los quando tocar. As marcasamarelas significam as notas que dão origem à escala, ou seja, a fundamental.As figuras indicam com precisão a posiçãocorreta para a execução destas escalas. Éimportante tocá-las dando atenção à técnica. Amão direita é fechada como uma garra e paracada nota da escala iremos alternar os dedos I eM enquanto seguramos a 6ª corda com o polegar.Quando estivermos tocando na 6ª, apoiaremos opolegar logo acima, no tampo do violão. A mãoesquerda precisa incidir com os dedos apontadospara as cordas de forma a prender a corda com amínima força necessária.

A primeira escala que faremos é uma derivada daescala CROMÁTICA. Ela se chama assim porquepossui todas as cores, ou seja, todas as notas.Utilizando a técnica descrita na página anterior,tocaremos uma casa de cada vez em sequênciapartindo da primeira da 6ª corda até a quarta da1ª. Depois escorregaremos o dedo 4 para a casacinco e faremos a volta de forma simétrica. Oprocesso de ‘chegar para frente’ continuaquando atingirmos o primeiro dedo da 6ª cordade novoLEMBRE-SE DE VARIAR DEDOS I e M NA MÃOQUE DEDILHA.Variações:a) Tocar quatro vezes cada casa antes de avançarb) Tocar a sequência de dedos 1-3-2-4 na ida e 4-2-3-1 na voltac) Saltar uma corda e voltar uma na ida e na voltad) Avançar uma casa sempre que chegar na extremidade da escala econtinuar uma casa à frente.Independente de sua forma de estudo, é muito importante manter umritmo constante baseado numa pulsação estável. Esteja atento à posiçãodos dedos e das mãos, o exercício pode ser cansativo e não terá o efeitodesejado se realizado com a técnica mal planejada.

Esta é a escala do modo MAIOR. É umadas mais utilizadas na nossa música e suasequência de intervalos é:1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ªTTstTTTstEsta escala gera as músicas de tonalidademaior.Lembre-se que cada casa do violão vale umsemi-tom.Esta é a escala do modo MENORNATURAL. É uma das mais utilizadas nanossa música e sua sequência de intervalosé:1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ªTstTTstTTEsta escala gera as músicas de tonalidademenor.Esta é a escala PENTATÔNICA. Possuiapenas 5 notas até repetir a fundamental eé encontrada em muitas partes do mundo emdiferentes contextos. Esta escala pode serfeita sobre o modo MAIOR ou MENOR. Oexemplo ao lado é feito sobre o modo menor.As notas em azul são comuns no Blues e noRock e podem ser usadas em momento depassagem.

Uma das técnicas mais importantes do violão é a dos arpejos. Nesta, usamostodos os nossos dedos (exceto o mínimo) para tocar as cordas do violão separadamenteganhando independência e sonoridade. Embora os arpejos possam ser usados tanto paraacompanhamento quanto para melodia, iremos treiná-lo sobre os acordes de uma músicade Heitor Villa-Lobos chamada “Estudo I” para violão.Comece treinando os acordes na página seguinte até que eles estejam fluentes,leia-os da esquerda para a direita. Depois posicione sua mão direita com consciência(existem imagens na apostila) e comece a tocar a seguinte seqüência usando os acordes:Polegar na 6ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Polegar na 5ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Polegar na 4ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Polegar na 3ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Polegar na 4ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Polegar na 5ª corda, indicador na 2ª corda, médio na 1ª corda.Quando retornar com o polegar à 6ª corda, toque o acorde seguinte.Este exercício pode ser feito com qualquer combinação entre o polegar e osdemais dedos. Abaixo está uma lista com outras possibilidades e as cordas a seremtocadas:P (6ª,5ª,4ª,3ª,4ª,5ª)m(1ª)i(2ª)P (6,5ª,4ª,3ª,4ª,5ª)m(2ª)a(1ª)P (6ª,5ª,4ª,3ª,4ª,5ª)a(1ª)m(2ª)P (6ª,5ª,4ª,5ª)i(3ª)a(1ª)P (6ª,5ª,4ª,5ª)a(1ª)i(3ª)P (6ª,5ª,4ª,5ª)i(3ª)m(2ª)a(1ª)P (6ª,5ª,4ª,5ª)a(3ª)m(2ª)i(1ª)

4 – ACORDESSobre os acordes podemos dizer que possuímos 5 formas primárias de realizá-los.São o C A G E D.

O violão é um instrumento que consegue transpor ‘shapes’ ou formatos paradiversos tons. Uma vez que se aprenda um determinado formato de acorde sónos cabe conhecer as notas do braço para repetir sua qualidade em outrosregistros. Abaixo temos modelos de acordes propostos por Nelson Faria queservem para começar por todo o instrumento observando o modelo indicado.

5 – ACOMPANHAMENTOSO violão é um instrumento harmônico, ou seja, pode fazer acordes para acompanhar umamelodia cantada ou tocada. Para esta função, violonistas e guitarristas do mundo tododesenvolveram levadas e ritmos interessantes para executar os acordes.Os exemplos abaixo são versões simplificadas dentro de vários gêneros comuns ao nossodia a dia. Invente as suas próprias levadas e lembre-se de sempre marcar o tempo, sejacom o movimento das mãos, do corpo ou dos pés.Balada/Pop/Rock – Levada 1Balada/Pop/Rock – Levada 2

BaiãoPalm Mute (rock pesado)Esta levada funciona melhor com uma palheta. Cole a lateral externa da sua mão na área logodepois da ponte e toque com palhetadas para baixo, abafando o som emitido. A primeirapalhetada de cada 4 deve ser mais forte e menos abafada.ReggaeO reggae é tocado principalmente nos contratempos. Marque os tempos com algumaparte do corpo e toque sempre no movimento oposto do apoio.

EIXO DO POPprof: Ivan BritzInstruções:Toque as sequências de acordes (I - V – VI – IV) várias vezes cantando músicas dorepertório pop (sugestões no rodapé1)a) Toque a sequência dos acordes utilizando somente pestanasb) Toque e cante uma música que escolher respeitando a tonalidadec) Experimente criar sua própria música com qualquer combinação dos quatro acordes C G Am F F C Dm Bb G D Em C Bb F Gm Eb D A Bm G Eb Bb Cm Ab A E F#m D Ab Eb Fm Db E B C#m A Db Ab Bbm Gb B F# G#m E C# G# A#m F# PESTANAS: para fazer acordes com pestana, encontre a nota na sexta ou quinta corda, prenda a casainteira com o dedo indicador e aplique um dos modelos abaixo:1Bob Marley – No Woman no Cry; Legião Urbana – Será; Jason Mraz – I’m Yours; Kid Abelha – Como eu Quro; U2 – With orWithout you; The Beatles – Let it be; A-Ha – Take on me; Green Day – When I Come Around; Avril Lavigne – Complicated (VI);Bon Jovi – It’s my Life (VI); Lady Gaga – Poker Face (VI); Red Hot – Otherside (VI); Michel Teló – Ai se eu te pego; Charlie BrownJ.R – Proibida pra Mim; Fernando e Sorocaba – Paga Pau; Gilberto Gil – Vamos Fugir; Tribalistas – Já Sei Namorar (VI – I – IV – V);Capital Inicial – À sua Maneira (VI); Someone like You – Adele; Fireworks – Kate Perry; Don’t stop Believing – Journey; Whereveryou will go – The Calling; Save Tonight – Eagle Eye Cherie (VI); Africa – Toto (VI); If I Were a Boy – Beyonce (VI); Barbie Girl –Aqua (VI); Torn – Natalie Imbruglia; Capital Inicial – Primeiros Erro; Sábado de Sol – Mamonas Assassinas (I VI IV V); Amor deChocolate – Naldo;

BIBLIOGRAFIAFARIA, Nelson. Acordes Arpejos e Escalas. Lumiar – Almir Chediak. São Paulo.FARIA Nelson. The Brazillian Guitar Book. 1995. Sher Music Co. Petaluma, CA,USA.GELLING, Peter. Métodos variados.