Transcription

ENGENHARIA ERGONÔMICA –ANTROPOMETRIASilvana Detro

O QUE É ANTROPOMETRIA

O QUE É ANTROPOMETRIA

POR QUE UTILIZAR A ANTROPOMETRIA?

TIPOS DE MEDIDAS Antropometria estática ou estrutural Ponto anatômicos, claramente identificados (corpoparado) Dimensionar produtos e locais de trabalho(pequenos movimentos corporais) Ajustes para acomodar os principaismovimentos corporais

TIPOS DE MEDIDAS Antropometria dinâmica Alcance dos movimentos corporais Não se consideram as interações entre os váriosmovimentos corporais Trabalhos que exigem muitos movimentoscorporais Manipular partes que se movimentam em máquinasou postos de trabalho

TIPOS DE MEDIDAS Antropometria funcional Conjugação de movimentos para a execuçãode certas tarefas específicas Os movimentos interagem entre si,modificando os alcances

TIPOS DE MEDIDAS Tabelas de medidas antropométricas: estática e dinâmica. Funcional (amostra representativa dos usuários do produto) Aumento do grau de complexidade, instrumentos de medida e procedimentos adequados acada tipo Métodos diretos Acelerometria: velocidade dos movimentos Goniometria: ângulos entre os segmentos corporais Métodos indiretos: Fotogrametria

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Características dos usuários ou do público-alvo Variáveis antropométricas e níveis de confiabilidade Tabelas ou banco de dados confiável Medições diretas de uma amostra representativa Aplicar adequadamente esses dados antropométricos Testar protótipo do produto ou serviço (condições reais de uso erealizar os ajustes necessários)

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Dados antropométricos - Percentis Dividir uma amostra (por ordem crescente dos dados) em 100 partes 1, 4, 4, 2, 1, 7,8, 1, 2, 3 - 1, 1, 1, 2, 2, 3, 4, 4, 7, 8. Usado para medir o grau de aceitação de algo

VARIAÇÕES DAS MEDIDASHUMANAS

VARIAÇÕES DAS MEDIDASHUMANAS

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações entre homens e mulheres

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações Intraindividuais Tamanho, proporçõescorporais, forma, peso ealcances dos movimentos

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações Intraindividuais Perda gradativa de forças emobilidade Osteoporose

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações Interindividuais Etnia e genética Biotipo básico

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações Extremas Homens mais altos – 188,0 cm Mulheres mais baixas – 149,1 cm Comprimento dos braços – 78,2 e 62,7 cm Temporárias e reversíveis ou irreversíveis

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações Étnicas Influência da etnia nas proporções corporais Pigmeus ( homens – 143,8 cm e mulheres 137,2 cm) Sudão (homens 182,9 cm e mulheres 168,9 cm)

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Máquina para acomodar 90% da população masculina dos Estados Unidos 90% dos alemães 80% dos franceses 65% dos italianos 45% dos japoneses 25% dos tailandeses 10% dos vietnamitas Influência do clima

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Variações seculares Mudanças antropométricas a longo prazo Aumento de peso e dimensões corporais

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Influência da alimentação Guerras ou secas – redução das medidas antropométricas Consumo de maior quantidade de proteína (crescimento de até 8cm na estatura média) Avanço tecnológico – melhora na oferta de produtos Aumento da renda da população carente – acesso aos alimentos

VARIAÇÕES DAS MEDIDAS HUMANAS Padrões Internacionais de Medidas Antropométricas Padrões mundiais Medidas disponíveis: contingentes das forças armadas

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTO ANTROPOMÉTRICO Dados sobre medidas antropométricas confiáveis de uma população Definição dos objetivos e das variáveis a serem medidas Precisão desejada (tamanho da amostra) Amostragem dos sujeitos Escolha dos métodos, procedimentos e instrumentos Treinamento da equipe de medição Compilação e análises a serem realizadas com os dados coletados Apresentação dos resultados

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTO ANTROPOMÉTRICO Definição dos objetivos Gerais (peso, altura, etc.) Específicas (distância entre os olhos, etc.)

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTOANTROPOMÉTRICO Medições diretas Instrumentos que entram em contato físicocom corpo Fácil utilização, baixo custo e portátil Intrusivo, cuidado na utilização dosequipamentos e na leitura das medidas, tempopara coleta

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTOANTROPOMÉTRICO Medições indiretas Fotos, filmagens ou “varreduras” digitais Medidas de contornos complicados ou de movimentos em duas ou trêsdimensões

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTOANTROPOMÉTRICO Definição das medidas Postura do corpo, instrumentos antropométricos, técnica de medição, outrascondições (com ou sem calçado, com ou sem roupa) Localização, direção e posturaComprimento ombro-cotovelo: “medir a distância vertical entre o ombro, acima da articulação do úmerocom a escápula, até a parte inferior do cotovelo direito, usando um antropômetro, com a pessoa sentada eo braço pendendo ao lado do corpo, com o antebraço estendendo-se horizontalmente.

REALIZAÇÃO DE LEVANTAMENTOANTROPOMÉTRICO Amostra Definição: amostra significativa do público-alvo; Seleção: amostra representativa (características biológicas, inatas e adquiridas); Tamanho: depende da variância da variável a ser medida e da precisão desejada. Realização das medições Roteiro e formulários Treinamento e teste inicial Determinação de um “padrão”

ANTROPOMETRIA ESTÁTICA Pontos anatômicos com osujeito parado Norma Alemã DIN 33402(Junho de 1981)

ANTROPOMETRIA ESTÁTICA Bancos de dados antropométricos Online Ergodata, Anthrokids People Size Populações norte-americanas, australiana, belga, britânica, chinesa, francesa, alemã, japonesa e sueca Crianças (02 a 17 anos): norte-americanas, belgas e britânicas Crianças (0 a 24 meses): britânicas Offline Técnicas do scanner: CAESAR (Civilian American and European Surface Anthropometry Resource) e SAEInternational (dados 3D) Childata e Olderadult

ANTROPOMETRIA ESTÁTICA Medidas brasileiras Restritos a regiões e ocupações profissionais Instituto Nacional de Tecnologia (INT) ERGOKIT

ANTROPOMETRIADINÂMIC A EFUNCIONAL

ANTROPOMETRIADINÂMIC A EFUNCIONAL

ANTROPOMETRIA DINÂMIC A EFUNCIONAL Registro dos movimentos Recursos de cinema, televisão, fotografia einformática Sistema de plano triortogonais Partes simétricas: plano sagital de simetria

ANTROPOMETRIADINÂMICA E FUNCIONAL

CONSTRUÇÃO DE MODELOS HUMANOS Projetos e avaliação de produtos, postos de trabalho e ambientes Antropometria unidimensional (1D) Uma variável de cada vez Fontes de dados tradicionais Simples, custos reduzidos e apresenta restrições

CONSTRUÇÃO DEMODELOS HUMANOS Modelos bidimensionais (2D) Papelão, plástico e madeira Representam aspectos críticos Baixo custo, facilidade de transporte earmazenamento Representação planificada: lateral, frontal ousuperior

CONSTRUÇÃO DE MODELOS HUMANOS Modelos tridimensionais (3D) Manequins Testar o dimensionamento de espaços, distribuição de pesos, momento de inércia,resistência ao impacto, etc.

CONSTRUÇÃO DE MODELOS HUMANOS Modelos computacionais em 3D e 4D

ANTROPOMETRIA: APLICAÇÕES Inadequações Antropométricas Produtos importados (medidas verticais e horizontais) Uso de tabelas de medidas antropométricas estrangeiras Uso de tabelas antropométricas Verificação de fatores (faixa etária, sexo, etnia, profissão, época, condições especiais) Antropometrias estática, dinâmica e funcional Poucos movimentos: estática Muitos movimentos corporais: dinâmica Análise da tarefa: funcional

PRINCÍPIOS PARA APLICAÇÃO DOS DADOSANTROPOMÉTRICOS 1 Princípio: os projetos são dimensionados para a média da população Produtos de uso coletivo 2 Princípio: os projetos são dimensionados para um dos extremos da população Variável limitante 3 Princípio: os projetos apresentam dimensões reguláveis Podem abranger as variáveis consideradas mais importantes 4 Princípio: os projetos são dimensionados para faixas da população Tamanhos discretos 5 Princípio: os projetos são adaptados ao indivíduo Específicos para indivíduos

PRINCÍPIOS DO PROJETO UNIVERSAL Princípio 1: uso equitativo Acomodar pessoas com diferentes habilidades individuais Princípio 2: flexibilidade no uso Acomodar uma larga faixa de preferências e habilidades individuais Princípio 3: uso simples e intuitivo De fácil entendimento Princípio 4: informação perceptível Fornecimento eficaz da informação

PRINCÍPIOS DO PROJETO UNIVERSAL Princípio 5: tolerância ao erro Minimizar riscos e as consequências adversas Princípio 6: espaço apropriado Dimensionar máquinas, equipamentos e espaços de trabalho Princípio 7: baixo gasto energético Garantir o uso eficiente, confortável e seguro do produto

ESPAÇO DE TRABALHO Volume imaginário necessário para oorganismo realizar os movimentosrequeridos durante o trabalho Combinações de mínimas e máximas

ESPAÇO DE TRABALHO Postura Espaços de trabalho recomendados paraalgumas posturas mais usuais

ESPAÇO DE TRABALHO Tipo de atividade manual Ações de agarramento: 5 a 6cm próximos do operador Tarefas que podem ser executadas com as pontas dos dedos Vestuários e cargas Aumento do volume ocupado pelas pessoas Limitação dos movimentos Equipamentos de proteção individual Cargas Espaço pessoal

SUPERFÍCIES HORIZONTAIS Altura da mesa – postura sentada Mesa muito baixa – inclinação do tronco e cifose lombar Mesa muito alta – abdução, elevação dos ombros, postura forçada do pescoço.

SUPERFÍCIES HORIZONTAIS Superfície de Trabalho Tamanho da peça, movimentos necessários e o arranjo do posto de trabalho

SUPERFÍCIES HORIZONTAIS Bancada para Trabalho em Pé Precisão – superfície ligeiramente mais alta Grosseiros e pressão para baixo – superfícies mais baixas

ATIVIDADE 01Entrega (formato digital)Grupos de até 5 pessoasUtilizando régua ou trena, tome as medidas da carteira (mesa e cadeira) da sala de aula:a. Defina as variáveis antropométricas relevantes para o dimensionamento da carteirab. Defina se o critério para seleção de cada variável seria para o extremo superior(percentil 95), para o médio (percentil 50) ou para o extremo inferior (percentil 5), e seo dado deveria ser de homens ou mulheresc. Use uma das tabelas antropométricas e verifique se as dimensões da carteira estãoadequadasd. Faça a mesma avaliação considerando as medidas do integrantes do grupo, e avalie seos resultados estão de acordo com os obtidos em c. Se não estão, qual a justificativa?

ATIVIDADE 02Entrega (formato digital) – 30/08Grupos de até 5 pessoasTome as medidas das dimensões de um produto (móveis, eletrodomésticos, ferramentasmanuais):a. Identifique quais variáveis são as mais importantes para serem utilizadas no projeto doprodutob. Defina se o critério para seleção de cada variável seria para o extremo superior(percentil 95), para o médio (percentil 50) ou para o extremo inferior (percentil 5), e seo dado deveria ser de homens ou mulheresc. Compare as medidas obtidas com aquelas das tabelas antropométricas e analise se asmedidas obtidas são compatíveis com aquelas tabeladas.d. Explique se o produto foi dimensionado corretamente.